• Andre Perim

AUDIOBLAST

Atualizado: Fev 27



Domingo vou participar da oitava edição do projeto Audioblast em Nantes na França.

Vai ser a estréia mundial de Xamã!


http://apo33.org/index.php/fr/2020/02/22/audioblast-8-concerts-en-ligne/


"e-missões globais"


Quase chegamos ao ponto de não retorno, estamos no vermelho e a situação está se tornando alarmante.   Agora, a humanidade caminha irreversivelmente para o esgotamento   de reservas “não renováveis”. Não importa como isso é calculada e a realidade exata desta tese,   nós, como artistas, músicos, compositores, poetas, questionamos como agimos sobre o nosso mundo, como será o impacto de emissões de carbono, bem como imaginar como poderíamos construir soluções viáveis para todos.


Se descobrimos (como indivíduos conscientes ou como certas políticas coletivas) atividades como soluções mais ou menos sustentáveis por nós mesmos, estarão mesmo assim longe de resolver o problema em geral. Enquanto os sitemas industriais   neoliberais continuam sua marcha desenfreada rumo ao consumo e roduçaõ excessivas e e continuam a fechar os olhos para os problemas da nossa expansão egoista na Terra, o desastre não pode ser evitado.


O Dia da Superação da Terra (EOD), anteriormente conhecido como Dia da Dívida Ecológica (EDD),   é a data ilustrativa calculada no calendário na qual o consumo de recursos da humanidade   excede a capacidade de regeneração da Terra

esses recursos durante aquele ano específico. O Dia da Superação da Terra é calculado por dividindo a biocapacidade mundial (a quantidade de recursos naturais gerado pela Terra naquele ano), pela taxa ecológica mundial (consumo da humanidade dos recursos naturais da Terra naquele ano),   e multiplicando por 365, o número de dias em um gregoriano comum ano civil

Quando visto sob uma perspectiva econômica, o EOD representa o dia em que a humanidade entra em um gasto de déficit ecológico. Em ecologia, o termo Dia da Superação da Terra ilustra o nível pelo qual a população humana ultrapassa seu ambiente. Em 2019, o Earth Overshoot Day foi em 29 de julho.

No contexto do Audioblast, esse conceito de emissão particularmente nos interessa; desenvolvendo o conceito como uma missão eletrônica globalizada : Não somente as emissões de dióxido de carbono, mas também transmissões   ou Emissões Eletrônicas (missões E) em conexão com essas possibilidades de transmitir som de maneira globalizada,   som e o ar trabalhando juntos, sem ar, não há som (de fato, o som faz vibrar o ar que é transmitido ao nosso ouvido). Então, como isso nos inspira? Nos sentimos investidos nessas questões?   Como podemos resolver o problema das emissões globais, dia de superação,   sobre consumo, resistência, propostas alternativas   ou tentativas de provocar reação política ou desestabilizar a esfera neoliberal ideológica todo-poderosa e destrutiva?



This Sunday I will take part on the 8th edition of the Audioblast project in Nantes , in France.

It will be the world debut of the Xamã project!


http://apo33.org/index.php/fr/2020/02/22/audioblast-8-concerts-en-ligne/


Global E-missions / E-missions Globales


We have almost arrived at the point of no return, we are in the red and the situation is becoming alarming. After this date, humanity would draw irreversibly

from “non-renewable” reserves. No matter how this is calculated and the exact reality of this thesis, we as artists, musicians, composers, poets question how we act upon our world, what our carbon impact might be, as well as imagining how we could build

viables solutions for all.

If we have found, the conscious individual or certain policies, activities as more or less sustainable solutions for ourselves, as singular and being a small part of the population,

they are far from solving the problem overall. As long as industry and neo-liberal systems continue their unimpeded march of overconsumption and excessive production, and continue to turn a blind eye to the problems of our self-centered

expansion on Earth, disaster may not be averted.

Earth Overshoot Day (EOD), previously known as Ecological Debt Day (EDD),

is the calculated illustrative calendar date on which humanity’s resource

consumption for the year exceeds Earth’s capacity to regenerate those resources that year. Earth Overshoot Day is calculated by dividing the world biocapacity (the amount of natural resources generated by Earth that year), by the world ecological footprint

(humanity’s consumption of Earth’s natural resources for that year), and multiplying by 365, the number of days in one Gregorian common calendar year:


When viewed through an economic perspective, EOD represents the day in which humanity enters an ecological deficit spending. In ecology the term Earth Overshoot Day illustrates the level by which human population overshoots its environment.

In 2019, Earth Overshoot Day was on July 29.[2]


In the context of Audioblast, this concept of emission particulary interests us; developing the concept as a globalised E-mission : of course carbon dioxide emissions but also transmissions or Electronic Emissions (E-missions) in connection

with these possibilities of transmitting sound of globalised way,

sound and the air working together, without air, there is no sound (indeed the sound makes the air that is transmitted to our ear vibrate).

So how does this inspire us? Do we feel invested in these issues?

How can we address the problem of global emissions, overshoot day, over consumption, resistance, alternative proposals or attempts to provoke political reaction or destabilise the all-powerful and destructive ideological neo-liberal sphere?




http://apo33.org/index.php/fr/2020/02/22/audioblast-8-concerts-en-ligne/



------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

NOTÍCIAS/NEWS



Após ter participado do Switch Festival em Rotterdam na Holanda, meu projeto "INFOTOXICATION" foi classificado entre os quatro melhores filmes da mostra e será exibido durante um mês inteiro na Hamburgueria Burguertrut (em Rotterdam).



After taking part in the Switch Festival in Rotterdam,Netherlands, "INFOTOXICATION" was considered on of the four best films of the event and will be screened daily through one full month at the Burguertrut (em Rotterdam).





61 visualizações