home.png

.Tecladista , pianista , compositor carioca de 50 anos tem realizado um trabalho de criação e pesquisa baseado na tradição afro-brasileira com influencia do experimentalismo do rock progressivo e psicodélico dos anos 70. Lançou em 2014 o Cd Dágua, totalmente instrumental, recebido criticas bem positivas da imprensa especializada européia, além da execução em rádios da Holanda, Itália, Inglaterra, Grécia Estados Unidos e Canadá. Por mais de dez anos estudou piano popular e arranjo com Leandro Braga e ritmos de candomblé com Mestre Humberto Balogum. Participou ativamente do movimento Reggae carioca na década de 90 com destaque para a banda de Rás Bernardo (fundador da Banda Cidade Negra). Co-apresentou e produziu durante sete anos o programa Quem Toca , na Rádio Roquette Pinto do Rio de Janeira , divulgando a música instrumental produzida no Brasil. No ano de 2018 produz a série de música eletronica Efeitos Colaterais durante uma internaçao hospitalar. Lançou também no mesmo ano o Album “Dágua  ao vivo”

​André Perim is a composer, pianist and Keyboard player from Brazil that mixes the experimental mood of the seventies Progressive Rock with the sacred tradition of the Afro-Brazilian Rhythms. A sonic melting pot that includes candomblé, psychodelia, electronic, ambient, resulting in an extremelly personal music rooted in the percussive world. In 2014, the artist released Dágua – an interelly instrumental concept album dedicated to the fresh water found in rivers and waterfalls. The work had received some outstanding reviews and considerable airplay in internet and radios in different places around the world. In 2018 releases the electronic music radio show Efeitos Colaterais (namely, side effects) produced during an hospital internship. Also released on the same year the Album “Dágua  ao vivo”.